LIBERDADE PARA JOÃO PEDRO ACIOLY, ALUNO DO COLÉGIO PEDRO II





João Pedro Acioly, dirigente do Grêmio do Pedro II de São Cristóvão, encontra-se preso numa unidade prisional para menores há 24 horas sem direito à visita ou à comunicação e com pedido de habeas corpus negado, assim como o de liberdade condicional. Ele foi preso juntamente com outras 11 pessoas por conta da passeata de protesto contra a visita do imperador Obama durante a qual alguém (possivelmente algum policial infiltrado) jogou um coquetel molotov na embaixada americana. Todos temem pela integridade física e psicológica do combativo líder estudantil porque, apesar de terem sido 11 pessoas presas, ele está isolado por ser o único menor. A única maneira de tentar garantir sua integridade é dar visibilidade a uma campanha pela sua liberdade e segurança. 

Ajudem a divulgar essa notícia.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas