OCCUPY WALL STREET

 

Polícia prende mais de 700 em protesto contra Wall Street em NY


Mais de 700 manifestantes foram presos na tarde deste sábado durante protesto contra Wall Street.
As prisões ocorreram após os manifestantes bloquearem pistas da ponte do Brooklyn em uma marcha que, de acordo com a polícia, não tinha autorização para ocorrer.

Um policial afirmou que as prisões ocorreram após as pessoas desobedecerem ordens para manterem-se na calçada para pedestres, sem invadir a pista para automóveis. 

Testemunhas descreveram a cena na ponte como caótica, com um "mar de policiais" cercando os manifestantes usando uma tela laranja. 

Alguns tentaram fugir assim que a polícia começou a algemar os participantes do protesto. Ao todo, foram necessários três ônibus para retirar os detidos da ponte, disseram os organizadores da marcha. 

O protesto partiu do Zucotti Park, no centro de Manhattan, onde membros do grupo se comprometeram a passar o inverno.



CRISE
 
Os manifestantes protestavam contra execuções hipotecárias e desemprego --reflexos da crise de 2008--, além do que classificaram como tratamento injusto das minorias, incluindo os muçulmanos. 

O documentarista Michael Moore e a atriz Susan Sarandon visitaram o acampamento para apoiar o movimento. 

O grupo também ganhou apoio de uma federação de professores e do sindicato dos trabalhadores de transporte, que tem 38.000 membros. 

Protestos semelhantes estão surgindo em outras cidades, incluindo Boston, Chicago e São Francisco. 

WASHINGTON
 
Um grupo de ativistas se reuniu neste sábado em Washington para levar à capital americana os protestos contra Wall Street. 

"Pedimos a detenção do presidente do Federal Reserve [Banco Central dos EUA], Ben Bernanke, por todo dinheiro que ele usou dos cidadãos para salvar os bancos", disse à Efe um veterano ativista que usou um codinome para se identificar. 

As manifestações demonstram a insatisfação de grupos importantes para a reeleição de Barack Obama: jovens, minorias, sindicatos e mulheres. 

Em São Francisco, centenas de pessoas também se uniram ao movimento, chamado de Occupy Wall Street, e protestaram em frente aos escritórios de uma filial do Chase Bank. Seis pessoas foram detidas. 













1 comentário

Postagens mais visitadas