Violência da PM no despejo de indígenas da Aldeia Maracanã




Qualquer semelhança com a ditadura não é mera semelhança. Tudo agora vem dentro da lei para melhor atender a grandes negociatas e traficantes de influência. O governador do Rio de Janeiro, Eike Batista, avança na ampliação de seu império com auxílio de ministros, diplomatas, prefeitos e governadores. A remoção da Aldeia Maracanã é uma exigência do grupo econômico que irá explorar um complexo de lojas, restaurantes e estacionamentos no Maracanã.

Zantonc
Postar um comentário

Postagens mais visitadas